[vc_row][vc_column][eikra-vc-text-title style=”style3″ title=”Advocia artesanal”]

O escritório Fernando Ramos Advocacia em sentido abrangente, presta serviços para os clientes de forma artesanal. Ou seja, a situação do cliente é para ser concluída à mão. Não é uma quantidade, não é desimportante, não é pequeno. É realmente exclusivo, é mutante, sempre uno, sempre sofrido. Uma Causa, o fracasso em si mesmo, espanta os comuns, assusta os cidadãos, pune quem jamais teve uma boa defesa e via de preceito, tem só perdedores. Defender os interesses do cliente manualmente, com bastante modernidade e âmago é prometer aos clientes defesa ampla, irrestrita, corajosa, ímpar, atual.

A advocacia deve e precisa ser moderna. O defensor se utiliza da ciência a partir de sempre. Aconteceu com o papel, com a escrita, com o telex, com o mimeografo, com o fax, com as máquinas de escrever manuais, em seguida as automáticas e posteriormente os primeiros computadores. Na década de 80, o computador, que apesar de não servir para quase nada, invadiu a advocacia. E a advocacia deve ser fundamental.
Deve acontecer na essência do exercício da profissão. Advogar é não ter hora, é não ter limite, é com total envoltura, é aceitar o problema do cliente como se fosse seu até que ele se resolva, até que você volte para morada e naqueles poucos momentos de folga, desvista-se daquele mister notável e indispensável, de proteger o Direito do semelhante poder dormir bem, na afirmação de que enquanto na advocacia, o seu máximo foi aplicado ao cliente.

É advogar com todo conhecimento e convicção o direito de outro indivíduo que se sinta lesada, desprotegida e que precise do jurista para que a equidade de justiça possa acontecer. Advogar é suportar o peso do cliente, é compreender e apreciar sua necessidade, é privilegiar sua urgência, afiançar que aquele ato aparentemente evidente, uma delegação, seja apreciada, compreendido, aceito, exercido com entrega absoluta e com a instrução que o cliente não possui.

O Escritório Fernando Ramos Advocacia também atua nas principais capitais do País, integrando um sistema de escritórios parceiros, especializados em diversas áreas do Direito, a fim de atender diferentes demandas.

É prometer ao cliente que o fôlego do advogado está sob influência daquele acontecimento, daquela iniquidade, daquela providência que jamais pode atravessar anos e anos nas gavetas e prateleiras do judiciário, ou do escritório.
Boa parcela do tempo processual que incomoda e prejudica a todos é um período gasto em meras prateleiras, aguardando isto, aguardando aquilo. É uma advocacia sublime, útil, necessária e por muitas vezes mal interpretada pelo judiciário, pelos cidadãos e pelo Estado.
Conforme dizia Rui Barbosa, “aquele que em sua vocação estiver, nela permaneça”, e assim cá estamos, advogando artesanalmente com todas as modernidades possíveis, com a essência mais nobre da advocacia, para defender quem precisa ser defendido, doa a quem doer.

[/eikra-vc-text-title][/vc_column][/vc_row]